Segue algumas dicas elaboradas pela Cimento Nassau para reduzir e eliminar as fraudes em boletos bancários.

Prezado(a) Cliente,

 

Vimos por meio desta alerta-lo(la) com algumas dicas para evitar fraudes em boletos bancários que estão ocorrendo no mercado.

Um malware que circula pela web, feito para atingir especialmente brasileiros, é capaz de alterar códigos de barras nos arquivos gerados no ato da compra.

Nos computadores infectados, ele detecta quando um boleto é visualizado no navegador e age na hora em que o documento é criado no formato HTML. O vírus adultera, então, o código de barras, substituindo o correto por um falso, que está relacionado à conta do golpista.

Reunimos, então, algumas delas:

1. Checar o código de barras – Gerou um boleto online? A primeira coisa a se fazer é verificar o código de barras. Se o boleto não funcionar na leitura ótica do caixa eletrônico ou estiver com alguma barra faltando, desconfie. Nesses casos, é melhor fazer uma comunicação a mais para checar.

2. Confira os dados do beneficiário – Caso seja preciso digitar os números do código de barras manualmente, confira os dados do beneficiário. Nome da empresa, agência e banco. Lembre-se: as informações precisam bater com o documento impresso, para evitar que a fraude seja configurada como ‘vontade do usuário’. Isso significa que, mesmo tendo meios para checar se estava realizando o pagamento correto, a opção foi a de seguir com a operação bancária. Isso pode dificultar o ressarcimento do dinheiro pelo banco e pela empresa.

3. Evite gerar boletos em HTML – Para evitar que um malware faça modificações no boleto, o ideal é optar, sempre que possível por boletos nos formatos JPG ou PDF, e não em HTML. Arquivos de imagens ou PDFs são menos manipuláveis.

4. Mantenha o antivírus atualizado – Praticamente todos os bons antivírus disponíveis hoje, desde que nas últimas versões, devem garantir a proteção contra algum malware que modifica boletos, detectando-o no ato da infecção e o impedindo de agir. A recomendação vale também para smartphones e tablets, cada vez mais usados para tarefas do tipo.

                Além do boleto – Outras dicas ainda podem ser levadas em conta na hora de fazer uma transação online, por boleto ou não. Verificar os certificados digitais das páginas e se elas estão protegidas por HTTPS. Para fazer isso, basta clicar no cadeado ao lado da barra de endereços. Em determinados casos, se o site for inseguro, o próprio navegador avisará.

Além disso, vale a pena evitar fazer compras e digitar informações sensíveis quando o computador ou dispositivo móvel estiver conectado a uma rede Wi-Fi pública. O risco de uma invasão ao aparelho, nesses casos, pode ser maior, especialmente se ele estiver desprotegido.

 

Esperamos ter você sempre como nosso cliente.

 

Atenciosamente,

Equipe Cimento Nassau.

Tags:

Contate-nos

Deixe sua mensagem e nossa equipe entrará em contato.

Enviando

©2018 Otimiza Assessoria Empresarial - Todos os Direitos Reservados.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account